• Facebook: IFSC-Câmpus-São-Miguel-do-Oeste-1982080552017370
  • Twitter: ifsc

perguntas frequentes

 

fale conosco

ouvidoria

acesso informacao

Home Notícias Câmpus SMO do IFSC é a escola da cidade que mais aprova no vestibular da UFSC pelo segundo ano
Câmpus SMO do IFSC é a escola da cidade que mais aprova no vestibular da UFSC pelo segundo ano PDF Imprimir E-mail
Qui, 11 de Janeiro de 2018 13:22

Sete alunos do Câmpus São Miguel do Oeste do IFSC foram aprovados no vestibular 2018 da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ao todo, 21 se inscreveram para a prova, ou seja, 33,33% conseguiram o resultado positivo.


Com este percentual e este número, o IFSC fica na primeira colocação em aprovações na UFSC pelo segundo ano consecutivo na cidade. Neste ano, inclusive, os números melhoraram. Em 2017, quando o Câmpus SMO formou a primeira turma de Ensino Médio, foram 20 inscritos e quatro aprovados, totalizando 20%.


Dos sete alunos aprovados neste ano, quatro formaram-se há um mês, e outros três estavam formados há pelo menos um ano. São eles: Alicia Loose, Mateus Dall Agnol, Sérgio Pedro Carpeggiani, Gustavo Scopel, Giulia Cardoso, Lis fortes e Cristian Santiago. Leia as entrevistas abaixo.


Ao todo, 11 escolas de São Miguel do Oeste tiveram alunos inscritos no vestibular da UFSC. Além do Instituto Federal, que teve sete alunos aprovados, outras três escolas registraram uma aprovação. As outras sete instituições de ensino não conseguiram resultados positivos.


Outros resultados


Na região Oeste, o Câmpus Chapecó do IFSC também obteve bons resultados: foram sete aprovados de 30 inscritos (23,33%). Se comparado às escolas com pelo menos 10 inscritos no vestibular, o IFSC também fica em primeiro lugar no percentual de aprovações.


Em todo o Estado, os 22 câmpus do IFSC tiveram índice de aprovação de 31,46%. Do total de 906 inscritos que informaram ter concluído o ensino médio no Instituto Federal, 285 foram aprovados. Considerando apenas as unidades de ensino com pelo menos 20 inscritos no vestibular, os câmpus Jaraguá do Sul, Gaspar e Florianópolis do IFSC tiveram os três maiores percentuais de aprovados dentre todas as instituições do estado – públicas e privadas.

 

Acompanhe os resultados da UFSC neste link.

 


Conheça os aprovados na UFSC do Câmpus SMO do IFSC:



Alicia Loose, 17 anos, aprovada em Biblioteconomia na UFSC e na UDESC

Formou-se no Ensino Médio Técnico em Agroindústria em 2017. Gostava de todas as matérias e estudou para o vestibular junto com o IFSC. “Ia pegando dicas dos professores pra fazer o vestibular e lendo as resenhas dos livros da UFSC”, conta. Um dos diferenciais para a aprovação foi assistir vídeos-aula como forma de estudo. “Consigo absorver fácil os conteúdos, então isso me ajudou muito durante a prova e a a conseguir uma boa nota final”, relata Alicia.




Mateus Dall Agnol, 18 anos, aprovado em Design de Produto na UFSC e em Enfermagem na UDESC

Formado no Ensino Médio Técnico em Agroindústria em 2017. Acredita que o grande diferencial foi assistir vídeo-aulas e fazer muitas redações. “Primeiramente, eu não pensei em estudar especificamente para o vestibular, pois como estou saindo recentemente do ensino médio, e o que eu aprendi está tudo mais fresco na mente. Mas, durante o Ensino médio, eu fiz várias redações de variados temas, e isso me ajudou muito. Eu também assistia algumas vídeo aulas no YouTube, principalmente matemática e história”, conta.

Além disso, Mateus conta que a professora de língua portuguesa realizava um cursinho de redação. “O IFSC, como todos sabem, oferece um ensino de qualidade, diferente de outras escolas. Os professores ensinam de maneira interativa, e incentivam os alunos a prestarem vestibular em universidades públicas. Creio que essa seja a maior contribuição para a aprovação”.



Sérgio Pedro Carpeggiani, 21 anos, aprovado em Ciências Biológicas na UFSC

Formou-se no Ensino Médio Técnico em Agroindústria, em 2015/2. Naquele ano, dedicou-se primeiro a ter uma renda, então estudou e foi aprovado no concurso público do próprio IFSC, como técnico em laboratório. Foi chamado para trabalhar no Câmpus Florianópolis-Continente, na metade de 2016, e a partir de lá dedicou-se a estudar e passar no vestibular.

Estudou com a ajuda de vídeos-aula em torno de 6 horas por dia durante a semana e 4 horas no final de semana. “Estudei além do conteúdo, a prova da UFSC, modelos de redação e as questões discursivas. Focava bastante na realização de exercícios”, conta.

Para ele, o primeiro passo e se conhecer é saber quais são os seus pontos fortes e fracos, matérias e conteúdos que você gosta ou não e acima de tudo reconhecer os seus limites. “Eu já estava acostumado a estudar 6 horas por dia, mas se uma pessoa não tem essa rotina é muito difícil que ela consiga logo de cara isso. É mais difícil ainda persistir nisso por muito tempo, o cansaço bate logo juntamente com desânimo. Então, é sempre é bom lembrar o porquê disso tudo”, aconselha.



Giulia Cardoso, 17 anos, aprovada em Ciência e Tecnologia de Alimentos na UFSC

Formada no Ensino Médio Técnico em Agroindústria em 2017. Gostou tanto da área técnica que decidiu seguir e foi aprovada em Ciência e Tecnologia de Alimentos. “Entrei no IFSC não querendo fazer o curso de Agroindústria, mas com o passar do tempo fui amando a área. O curso ajudou a me encontrar na vida acadêmica”.

Além do tempo que passava no IFSC, também estudava em casa, quase sempre de madrugada. “Pela manhã eu fazia estágio, a tarde eu fazia o curso no IFSC e à noite eu estudava no Senai, o Técnico em Alimentos, então só sobravam as madrugadas para revisar o conteúdo”, conta.

Para ela, um dos grandes diferenciais para a aprovação foi “com certeza o ensino que tivemos, com nossos professores que estavam sempre dispostos a tirar dúvidas e a ter aquela uma horinha especial para passar exercícios. As nossas provas do dia a dia são sempre de questões de vestibulares, então estávamos acostumados com a dificuldade em certo ponto.”

Outro diferencial, para ela, foi a participação em projetos e monitorias extra-classe. “São atividades que nos auxiliaram muito pra conseguirmos atingir os objetivos”.



Gustavo Scopel, 18 anos, aprovado em Agronomia na UFSC

Formado no Ensino Médio Técnico em Agroindústria em 2017. Em razão das aulas do IFSC, estudava à noite sempre que podia, das 20h às 23h. Primeiro, dedicou-se a estudar para o ENEM e depois ao vestibular da UFSC. “Sem dúvida os professores do IFSC sempre forneceram grande apoio para nós alunos buscarmos novas experiências e nos destacarmos em lugares muito concorridos”, afirma.




Lis Fortes, aprovada em Física na UFSC

No início de 2017, Lis foi aprovada no mesmo vestibular e no mesmo curso, mas ela optou por cursar Direito em outra universidade. Um ano depois, ela decidiu que realmente queria Física. Estudou, fez o vestibular da UFSC novamente e foi aprovada pela segunda vez. “Como eu estava cursando direito, não tive muito tempo para me dedicar especificamente ao vestibular, então confiei nos conhecimentos adquiridos no ensino médio e o resultado acabou sendo positivo”, conta.

Tanto no ano passado como neste, Lis acredita que passou porque priorizou a interpretação textual e o hábito da leitura, acima da memorização de dados e fórmulas. "O IFSC foi fundamental para essa aprovação, não só as matérias do Ensino Médio, como as do técnico auxiliaram muito na resolução das questões, principalmente nas de química, já que o meu técnico (em Agroindústria) abrange de forma ampla essa área. Além da motivação à leitura, que foi sempre presente, criando acima de tudo um pensamento crítico fundamental para minha vida também."



Cristian Santiago, aprovado em Filosofia na UFSC

Cristian tem uma história parecida com a de Lis (acima). Ele foi aprovado para o mesmo curso na UFSC no início de 2017, começou a cursar, mas não conseguiu se manter em Florianópolis. Ele voltou para São Miguel do Oeste, retomou os estudos e decidiu prestar vestibular para a UFSC novamente. Resultado? Foi aprovado pela segunda vez. Dessa vez, ele conta que os pais vão com ele para a Capital catarinense, o que irá facilitar seus estudos.

“Mais uma vez eu foquei na leitura. Fiz uma revisão breve de todos os conteúdos e li os livros indicados pelo vestibular. E acredito que os profissionais na área de educação que conheci no IFSC foram de fundamental importância tanto na minha escolha de curso quanto na minha aprovação".


 

Ensino Médio no IFSC


O Câmpus São Miguel do Oeste do IFSC faz parte da rede federal de ensino e oferece apenas cursos gratuitos. Os alunos podem escolher se fazem o Ensino Médio e o Técnico no IFSC (cursos integrados). São três opções: Técnico em Agropecuária, Técnico em Alimentos e Técnico em Eletromecânica.


Também há uma opção para os interessados em estudar somente o Técnico no IFSC e continuar estudando o Ensino Médio em outra escola: Técnico Concomitante em Eletromecânica.


Também há opções de técnicos e graduações para quem já é formado no Ensino Médio. Saiba mais sobre os cursos do Câmpus São Miguel do Oeste do IFSC.

 


Acompanhe os resultados da UFSC neste link.

 


---

Por Rafaela Menin / Jornalista IFSC e Felipe Silva / Coordenadoria de Jornalismo

 

banner ifsc cada vez melhor relatorio cpa

banner estude no ifsc 180x80

portal aluno

assistencia estudantil

intercambio

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.